Eisner-Awards-Banner

Esse fim de semana saíram os vencedores do Will Eisner 2015, que premia a produção norte-americana de quadrinhos e as mulheres MANDARAM MUITO na premiação! 😀

Minha amada Lumberjanes, com a equipe criativa inteiramente feminina formada pelas super talentosas Shannon Watters, Grace Ellis, Noelle Stevenson, Brooke A. Allen levou Best New Series e Best Publication for Teens.

LJ01

Lumberjanes acompanha as aventuras de um grupo de amigas durante o acampamento de verão, onde descobrem um monte de aventuras supernaturais. A série tem uma ótima representação de etnia e sexualidade – é <3 e amizade ao máximo!

Saga, escrita por Brian K Vaughn, Best Continuous Series e Fiona Stapple, desenhista da série, ficou com Best Penciller/Inker.

18tnii8a0jivbjpg

Saga é um quadrinho de Space Opera/fantasia que acompanha o casal Alana e Marko enquanto eles fogem dos dois lados de uma Guerra e tentam cuidar da filha recém nascida, Hazel. A série é replete de representações femininas incríveis, Alana é uma mãe muito badass e tanto a arte quanto o roteiro são muito inteligentes.

A quadrinista de Horror Emily Carrol levou dois prêmios, Best Short Story pelo seu auto-publicado When Darkness Presses e Best Graphic Album – Reprint Through The Woods.

wofl2

When Darkness Presses, que pode ser lido aqui, acompanha a história de uma garota que fica de caseira durante o verão. Ela é perturbada por sonhos estranhos de alguém batendo e gritando por detrás de uma misteriosa porta.

81CR6Dx-2LL-1024x658

Três irmãs deixadas sozinhas por três dias numa cabana de inverno, cada uma visitada por um estranho que as atrai para a neve. Uma jovem noiva que descobre algo macabro nas paredes da casa de seu novo marido. Through The Woods é uma coletânia de cinco contos de terror que exploram contos de fadas que deram errado.

Mariko Tamaki e Jillian Tamaki levaram Melhor Graphic Novel por This One Summer, que já ganhou A 2015 Caldecott Honor Book e o 2015 Michael L. Printz Honor Book.

this

Todo verão Rose vai com seus pais para a casa no lago em Awago Beach. É o refúgio, um escape. Windy, amiga de Rose também está sempre lá, a irmã mais nova que ela nunca teve. Mas neste verão é diferente. Os pais de Rose não param de brigar, e quando Rose e Windy tentam fugir do drama elas se envolvem em um monte de problemas… Problemas que podem custar vidas.

Jill Thompson e Evan Dorkin levaram Best Single Issue (One Shot) por Beasts of Burden: Hunters and Gatherers.

Beasts of Burden - Hunters and Gatherers 019

No livro de história única, de uma série já bastante premiada, a cidade de Burden Hill é defendida dos monstros e de um homem louco por uma corajosa equipe de cachorros, gatos e um híbrido de lobisomem. Oo

Ariel Cohn, junto com Aron Nels Steinke, levou Best Publication for Early Readers por The Zoo Box.

the-zoo-box2

The Zoo Box conta a história de dois irmãos que, após abrirem uma caixa misteriosa no sótão da casa e liberarem um monte de animais, precisam descobrir como resolver um problema: os animais agora possuem um zoológico de humanos!

Cece Bell levou Best Publication for Kids (Ages 8-12) com El Deafo.

24BOUTON-blog427-v2

El Deado é a história de uma garotinha tentando fazer amigos enquanto precisa lidar com um aparelho auditivo desajustado. QUE QUADRINHO LINDO, e eu ainda nem lí.

Além disso tudo, o vencedor do Best Scholarly/Acadamic Work: Graphic Details, Jewish Women’s Confessional Comics in Essays and Interviews, um trabalho com artes e entrevistas com 18 mulheres artistas judias, foi editado por Sarah Lightman.

Que ano incrível para o Eisner. Muita mulher, muita lindeza muito talento. A participação feminina nos quadrinhos vem, cada vez mais, ganhando força e é muito legal ver isso refletido nos prêmios. Aqui no Brasil um monte de quadrinistas mulheres incríveis estão batalhando duro com projetos lindos e interessantes, mas a representação delas nesses prêmios ainda deixa à desejar.

Que nos próximos anos o Eisner continue tão incrível quanto foi esse ano. E parabéns para todas as vencedoras.

%d blogueiros gostam disto: