Quando a gente vê alguma merda machista muito grande rodando a mídia nerd é normal querer fazer alguma coisa, querer levantar as nossas vozes e falar em indignação. Aqui no Collant a gente já fez isso algumas vezes, mas como temos um público que é puro <3 poucas delas tivemos um feedback muito negativo. Mas mesmo assim fica sempre aquele receio de que um grupo de pessoas vá te diminuir, e ridicularizar e fica também aquele medinho do ataque pessoal que nós tanto vemos contra mulheres nerds (ou só mulheres de maneira geral).

Rose McGowan, atriz americana da série Charmed e de filmes como Planeta Terror, recentemente twittou uma “dica de figurino” que veio num roteiro que ela recebeu para um filme de Adam Sandler.

Captura de Tela 2015-06-25 às 14.28.36

O texto lê “Notas: Por favor leia o roteiro em anexo antes de vir para que você entenda o contexto das cenas. Nota de Figurido: Camisa justa preta (ou escura) que mostre o decote (sutiãs push-up são encorajados). E leggins justas ou jeans. Nada branco.”

Rose é uma atriz que parece, para mim, sempre teve papéis ligados à sua sexualidade e à sexualização da sua figura, ou seja, ela tem muita experiência sobre ser tratada como um objeto por diretores, roteiristas, colegas de elenco e estúdios.

Algum tempo atrás, Rose falou na Sisterhood of Traveling Producers, um grupo pequeno de jovens executivas e produtoras fundado três anos atrás por Stacy Keppler, sobre sete dicas para enfrentar o sexismo em Hollywood:

  1. Só porque um roteirista ou diretor teve sucesso em alguma coisa antes, isso não quer dizer que eles deveriam fazer de novo.
  2. Se você conhece diretores (homens) que se comportam de maneira insatisfatória, lute contra a contratação deles e ofereça alternativas;
  3. Sugira que papéis tradicionalmente masculinos sejam mudados para papéis femininos;
  4. Coloque roteiristas e diretoras mulheres no topo da sua lista;
  5. Pare de recompensar homens que fazem trabalho mal feito,
  6. Se alguém gritar com você ou te colocar para baixo, pare-os no ato;
  7. Finalmente, parem de achar que filme e Tv são produtos.

Você pode ler mais sobre as dicas dela no The Mary Sue, mas acho que elas são todas <3.

Por causa de sua persona forte e de seu enfrentmento com a indústria, Rose foi demitida por seu agente.

Captura de Tela 2015-06-25 às 14.25.47

Captura de Tela 2015-06-25 às 14.32.54

Mas como a internet sabe ser linda, não demorou para que a atriz começasse a receber incentivo a continuar com seus posicionamentos.

Captura de Tela 2015-06-25 às 14.33.04

Hollywood trata mulheres como objeto tanto na frente quanto por trás das câmeras. É um reflexo de como nós somos oprimidas e ridicularizadas pela sociedade como um todo. É muito bom ver atrizes e diretoras se levantarem e exigirem maior (e melhor) representatividade e direitos.

Se engana quem acha que é só o cinema americano que tem essa tradição de maltratar atrizes. Aqui no Brasil o nosso cinema tem tradição em diminuir mulheres à seus corpos, tendo uma geração inteira de filmes em que mulheres semi-nuas fazia parte da graça. Até hoje é muito difícil ir ao cinema assistir um filme nacional e não se deparar com uma cena de nudez feminina enquanto o personagem masculino fica de cueca. A nossa televisão continua nos tratando como donzelas em perigo e recompensando mocinhos por terem sequestrado a namoradinha que não queria mais nada com ele.

Precisamos juntas, nerds ou não, continuar lutando como Rose por mais espaço e mais representação. Força pra ela e que nos seus próximos papéis e trabalhos como diretora (ela recentemente dirigiu o seu primeiro longa) ela consiga ganhar mais espaço e respeito desse meio que ainda é tão misógino.

Você pode ler uma entrevista com Rose aqui.

%d blogueiros gostam disto: