Overwatch é o novo jogo da Blizzard que será lançado em maio de 2016 e conta a história de um mundo em crise. Para restaurar a paz, é criada uma força-tarefa de heróis chamada Overwatch. Por um tempo a organização conseguiu controlar a crise e manter a paz, mas com os anos a influência da Overwatch foi diminuindo, mas o mundo ainda precisava de ajuda.

O jogo é um FPS que será lançado para PlayStation 4, Xbox One e PC, apesar de faltar um tempo para ser lançado, há mais de um ano a Blizzard vem soltando informações sobre o jogo.

Uma das coisas que mais tem chamado a atenção dos jogadores é a variedade dos heróis. Como a proposta é mostrar heróis do mundo inteiro, a Blizzard tem feito um trabalho bem interessante em colocar não só bastante personagens mulheres, mas também personagens negros e orientais.

O fandom sempre acaba já escolhendo seus preferidos e a queridinha do jogo, até agora, é a personagem Tracer. Ela é uma personagem inglesa que fazia parte da Overwatch, sendo uma das mais novas que entrou na equipe já que tinha habilidades de voo incríveis. Tracer conquistou os fãs da Blizzard por ser uma personagem ágil, divertida e engraçada, é difícil não gostar do jeito alegre dela.

Porém essa semana uma postagem nos fóruns da Blizzard chamou a atenção de todo mundo, inclusive dos desenvolvedores. Há alguns jogadores testando a versão beta do jogo e comentando nos fóruns o que acham, foi aí que o usuário Fipps fez uma postagem falando que não gostou de uma das poses de vitória de Tracer:

tracer-victory-pose-2-over-the-shoulder-e1459272425942-630x621

“Olhando pelo ponto de vista do Marketing, ela é a estrela do show. Ela é uma ótima heroína. Quando olhamos a forma em que ela é representada nas propagandas dá pra saber algumas coisas sobre ela: Ela é rápida, ela é boba, ela é gentil, ela é uma boa amiga”

“O que essa pose tem a ver com a personagem que vocês estão construindo? Não é engraçada, não é boba, não tem nada a ver em ser uma guerreira ágil de elite. Isso faz com que Tracer se torne mais um símbolo sexual”

Depois de muitos comentários respondendo Fipps, o diretor do jogo, Jeff Kaplan, respondeu que vão tirar essa pose de Tracer do jogo:

“A última coisa que queremos é que alguém se sinta desconfortável”

“Nós já tínhamos uma pose alternativa que amamos e sentimos que combinava mais com Tracer. Nós não estávamos completamente felizes com essa pose”.

Jeff explica que a postagem de Fipps não foi o único motivo para que eles trocassem a pose, mas com certeza ajudou porque eles não tinham conseguido se decidir direito sobre qual pose representaria Tracer melhor.

A Blizzard mandou muito bem, não só com o esforço em colocar diversidade em Overwatch, mas também por realmente ouvirem esse tipo de feedback. Obviamente a empresa disponibilizou essa versão beta exatamente para que os jogadores opinassem e eles pudessem melhorar, mas eles poderiam simplesmente ter ignorado essa questão e se focado em melhorias da mecânica do jogo. Ao invés disso, a Blizzard considerou a reclamação e o próprio Jeff Kaplan respondeu e explicou para os usuários a sua escolha.

750jeffkaplan

Mas não seria uma polêmica se a história tivesse terminado aí. Não demorou muito para que vários usuários, não só no fórum, mas como em outras partes da internet, começaram a reclamar que aquilo era censura, que Fipps e outros jogadores estavam tentando “impedir a liberdade artística” da Blizzard, mesmo que o próprio diretor do jogo tenha dito que aquela já era uma decisão que eles não tinham gostado tanto.

Como Fipps mencionou sua filha em sua postagem, dizendo que ela sempre acompanhava os vídeos de lançamento de Overwatch e Fipps queria que aqueles fossem personagens com os quais ela pudesse crescer, algumas pessoas começaram a dizer que o jogo não tinha que se responsabilizar por “pais que não sabem educar seus filhos”, além de alguns dizerem que um jogo de tiro não podia se preocupar com esse tipo de coisa. Não satisfeitos, alguns fizeram “piadas” sobre como agora todas as personagens mulheres deveriam estar completamente vestidas, inclusive com burcas, porque caso contrário alguém começaria a reclamar.

Com anos jogando videogame eu já vi poses muito piores que a de Tracer. É verdade que, como alguns dizem, poderia ser pior, mas Fipps tem toda a razão ao reclamar sobre isso. A pose não tem nada a ver com a personalidade da personagem e nem combina com outras poses de vitória que ela tem.

Antes das pessoas dizerem que agora “todas as personagens precisam usar burca” elas deviam observar que Fipps não reclamou de Widowmaker, por exemplo, que tem roupas e atitudes bem mais sexualizadas.

ow_widowmaker-buffed

Ninguém reclamou de Widowmaker (até agora, que eu saiba) porque tudo isso combina com a personagem que a Blizzard tem construído, mas quando eles fazem isso com Tracer, que não foi apresentada assim em momento nenhum, parece que não importa a construção da personagem porque toda a mulher nos videogames está ali apenas para servir de objeto sexual. Sem contar que o quão legal é que a personagem mulher principal do marketing de um jogo não seja a personagem sexy?

Acho válido a gente discutir se existe a necessidade de Widowmaker e outras personagens de outros jogos serem sexy, até porque eu mesma não vejo necessidade no decote que ela tem. A questão, pelo menos para mim, é que a variedade de personagens de Overwatch é tão grande que não me incomodou uma personagem sexy quando há tantos outros tipos de personagens e muitas mulheres. É óbvio que há formas e formas dessa sexualidade ser tratada, se a única personagem sexualizada é tratada de forma desrespeitosa também vai ser um problema.

Desde o texto que escrevi sobre as roupas das personagens ficcionais, muita gente comentou sobre a representação de mulheres que gostem de usar roupas abertas. Inclusive no próprio texto comento que esse tipo de representação também é importante, contanto que faça sentido. Por mais que eu não curta muito toda a roupa de Widowmaker, pensando em tudo que fomos apresentados até agora da personagem, suas roupas e suas poses fazem mais sentido que as de Quiet de MGSV, por exemplo. Essa pose específica de Tracer também não faz sentido, tanto não faz que a própria Blizzard não estava feliz com a decisão.

overwatch-launch-and-console-det

Não estou dizendo que Overwatch é perfeito, até porque não foi lançado, então não dá pra avaliar mesmo, e como sempre insisto, sempre dá pra melhorar, mas o jeito que os personagens estão sendo construídos até agora e a preocupação da Blizzard com esse tipo de feedback mostra que a empresa está muito a frente de tantas outras (como a Ubisoft, por exemplo, que demitiu sua funcionária).

Com esse caso também vemos que ainda existem jogadores que simplesmente não aceitam que videogames são importantes para a representação. Jogadores preconceituosos não entendem que há muitas pessoas que estão cansadas de minorias estereotipadas ou inexistentes em jogos. Apesar de alguns fãs de Overwatch estarem revoltados com a retirada da pose de Tracer, eu tenho certeza que a Blizzard ganhou alguns fãs com essa decisão. Eu mesma, que nunca dei muita bola para os jogos da Blizzard, digo que a empresa subiu no meu conceito e inclusive me fez ter vontade de jogar Overwatch.

PS.: Mas eu provavelmente não vou poder jogar porque os jogos de FPS me odeiam. Ah, queria tanto jogar com a Pharah :/

Postado originalmente em Ideias em Roxo

%d blogueiros gostam disto: