Se você estava pela internet esse fim de semana é bem provável que tenha visto essa imagem engraçadíssima.

Jennifer Scheurle, uma game designer americana, primeiro twittou a imagem da estátua com a legenda “Homexplicação, a estátua.” Foi então que um seguidor à respondeu “Na verdade, esta é a estátua “Colegas de Classe”, da University of Incarnate Word em San Antonio”. A ironia foi incrível.

Tudo teria terminado nessa hilária troca de twittes que ajudaram a comprovar o quão inconvenientes (e sem noção nenhuma) homens podem ser. Mas não.

Eis que entra Markus Persson, criador do Minecraft, com mais de 3,7 milhões de seguidores no twitter e com uma fortuna avaliada em 1,7 bilhões de dólares. Além disso tudo, ele também é um grande machista imbecil. E ignorante, ao que tudo indica.

Quando Jennifer achou importante deixar o mais evidente possível o que homenxplicação era, Markus achou que era mais importante explicar para Jeniffer o que Homenxplicação ~realmente~ era.

Captura de Tela 2016-05-23 às 13.37.05

Jennifer: Deixe-me ser o mais clara possível: Homenxplicação é um termo engraçado mas profundamente problemático e um problema real. Silencia mulheres. Markus: Não, homenxplicação é um termo sexista PARA HOMENS, criado para silenciar e envergonhar homens por causa do seu gênero.

Yeah, não. Homenxplicação quer dizer exatamente o que Jennifer escreveu e, num ambiente tão masculinizado e machista quanto POR EXEMPLO, GAMES, é prática comum e opressora.

Não contente, Markus continuou oferecendo o seu expertise em misoginia:

Captura de Tela 2016-05-23 às 13.38.29

Cuntfusing é um termo que mistura as palavras vagina (que, nessa tradução para o inglês, é utilizada como forma de ofender mulheres e diminuí-las por causa de seu gênero). Ele usa o termo e acusa de estar sendo diminuído por causa de seu gênero. Vai entender.

Depois disso Markus continuou a chamar outras mulheres de cunt, mandando inclusive que uma delas se sentasse e ficasse quieta, num exemplo clássico de como homens acreditam estar 100% certos e no direito de xingar e esbravejar misoginia pela internet.

E antes que alguém venha me explicar que misoginia não é machismo, quando você xinga alguém usando termos como o que Markus utilizou, termos que tem o objetivo de diminuir mulheres por causa do seu gênero, isso é misoginia, parça.

Vamos começar com o fato de que um homem com uma conta bancária bilhionária achou que era tudo bem ofender uma mulher desconhecida na internet. Ele não só ofendeu, como ofereceu essa misoginia para seus mais de 3,7 milhões de seguidores. Não me surpreenderá se a próxima notícia sobre esse caso for a que Jennifer está sendo perseguida pelos fãs de Markus. Existe aqui, obviamente, uma relação de poder muito grande.

Jeniffer é uma game dev mulher fato que, infelizmente, já faz dela um alvo. Markus é um dos grandes nomes dos games, não tem como algo que Markus faça direcionado à Jeniffer não a afete tanto profissional quanto pessoalmente. Apesar de tudo, Jeniffer parece estar encarando a situação com bom humor, inclusive retwittando essa charge hilária:

CjJXQMoWEAEq-2j

Todo meu dinheiro não pode me proteger do… Poder da Fedora! Eu.. Eu não consigo resistir… “Cunt! Cunt! Opressão aos homens! Racismo reverso!”

Homenxplicação é um termo cunhado para ilustrar o modo como um homem precisa explicar para uma mulher algo que já está absolutamente claro. O homem ignora qualquer tipo de conhecimento que a mulher possa ter, sentindo a necessidade de explicar para ela algo que ela já saiba – muitas vezes que ela já inclusive disse ela mesma. No caso de Jeniffer, o rapaz que a respondeu pareceu ou não ter entendido o comentário, ou quis fazer valer o seu próprio ponto de vista, silenciando a game dev de maneira condescendente.

Homenxplicação não é sexista para homens, é um termo que identifica um comportamento machista masculino. Ofensivo para homens deveria ser Markus insistir numa narrativa em que um homem poderoso como ele é oprimido por mulheres, mesmo quando a balança de poder pende tão fortemente para o seu próprio lado.

É muito difícil você ver uma mulher se sentir confortável o suficiente para bater de frente com um homem. Questionar o que um homem está dizendo custa muito mais para uma mulher, pois diferentemente do homem que pode simplesmente questionar, a mulher precisa sempre explicar porque tem o direito de questionar e provar sem dúvida nenhuma que está absolutamente correta. Isso tudo pode resultar ainda em manterupting (homeninterrupção) e em bropriation (homempropriação). Isso é um problema tão grande que a gente até fez um guia pra você não ser esse tipo de babaca. 

Com a conduta de Markus nesse caso fica ainda mais evidente que, além de completamente descolados da realidade machista e misógina da nossa sociedade, homens continuam se sentindo no direito de atacar e oprimir mulheres online. Não se engane, usar o termo cunt tira qualquer dúvida de que talvez, quem sabe, Markus estivesse de fato querendo estabelecer uma discussão sobre o assunto.

O meio dos games já é um ambiente tóxico em todos os aspectos, seja para jogadoras, seja para desenvolvedoras e mesmo para jornalistas. Com uma indústria que caminha numa direção positiva, mas continua usando booth babies seminuas em suas festas particulares, que contrata homens misóginos/homofóbicos para apresentar seus jogos e que insiste em vender mulheres semi-nuas e sexualizadas como parte da diversão, o comportamento de Markus é tudo menos surpreendente.

 

%d blogueiros gostam disto: