Chegamos aquela época do ano: Comic Con Experience, aka CCXP, está logo alí. Faltam menos de 15 dias para o maior evento de Cultura Pop da América Latina e quem conseguiu comprar o ingresso já está inquieto.  Vai ter gente saindo pelas janelas, estantes lotados, talvez frio talvez calor, horas em pé, comida acima do ~valor de mercado~, horas sentadas nas filas das atrações, horas em pé nas filas dos painéis, vai ter choro porque vem um povo muito famoso, vai ter correria e gente jogada pelos corredores no final dos dias.

Para te ajudar a sobreviver a tudo isso e manter pelo menos um pouco da sua dignidade (e a força de vontade para voltar no dia seguinte), reunimos um pequeno guia com dicas muito importantes sobre o que levar, o que não levar, como chegar e algumas verdades dolorosas porém necessárias. Tudo para te preparar para a maratona de quatro dias que logo logo vai começar. Pegue os seus pertences, a Campanha vai começar. 😉

Verdades que você precisa escutar/ler

sabrina-verdade

  • Você vai ficar HORAS caminhando pra cima e para baixo;
  • Se você quiser ir em painéis, vão ser horas de fila – MUITAS HORAS. Mesmo que você sente, o cansaço vai chegar.
  • A comida nesses eventos é sempre mais cara do que o esperado,
  • É MUITA gente, MUITA GENTE. Prepare-se para o empurra empurra, pro amontoado e para filas inclusive para ir ao banheiro!

Antes de sair de casa

home-alone

  • Faça um mini itinerário. Você pode (e provavelmente vai) joga-lo fora assim que colocar o pé lá dentro, mas olhar o mapa do evento antes e tentar programar quais os estantes que você mais quer visitar vai te ajudar a tirar o máximo do seu dia!
  • Anote, ou salve no aplicativo de celular, todos os painéis que você quer ver. Longas hora de filas vão exigir que você se programe direitinho pra garantir a sua cadeira na sala. Converse com amigos e pessoa que foram em edições anteriores para saber o tempo de espera aproximado.
  • Organize o seu dinheiro. Acredite, EU SEI como é difícil resistir às promoções, ao Artist Alley e às edições especiais, mas se você quer passar o dia (ou os dias) sem entrar em desespero porque acabou o dinheiro para comida, faça um planejamento. Quanto você pode gastar em comida, compras e transporte. Parece bobeira, mas é uma das coisas mais importantes da experiência.

O básico para sobreviver

basics

  • Água. Seja uma garrafinha, seja uma garrafa de 1,5 litros, leve e beba muita água, manter-se hidratada é a regra número um da sobrevivência numa Con. Você também pode levar uma garrafa reutilizável e usar os bebedouros do evento para ~recarregá-las~.
  • Se você não quiser pagar os habituais 20 reais por uma mini pizza + 5 reais pelo refrigerante, leve biscoitos (ou bolachas), fruta, salgadinhos – uma dica legal são os . Também é de extrema importância que você fique alimentado.
  • Opte por mochila: Se você não vai de cosplay ou não é uma artista no Artists’ Alley, a mochila é a melhor opção. Lá você consegue carregar desde o básico para sua sobrevivência até as compras que você fizer por lá.

No corpo

corpo

  • Roupas confortáveis. Todo mundo quer arrasar com a sua roupa nerd favorita, mas lembre-se que vão ser muitas horas de evento! Então não interessa se pra você o melhor é saia, macacão, shorts, calça, tênis, sandalha, coturno ou sapatilha. O importante é você ir confortável! “Eu vou com essa sapatilha fofa que eu comprei ontem” – prepare-se para o possível sofrimento.

Na Mochila

packing

  • Casaco leve. Nesses eventos nunca dá pra saber se o ar condicionado vai funcionar ou não, mas mesmo quando ele está ligado é possível que a quantidade de ~calor humano~ faça o ambiente ficar quente. Porém, dentro dos painéis a temperatura tende a sempre ser mais baixa, o que levanta a necessidade de um abrigo. Não precisa ser um blusão, mas o suficiente para te deixar confortável.
  • Carregador de celular. Fotos, fotos e mais fotos. Hoje em dia quase ninguém carrega a câmera digital, então a bateria do seu celular vai ir quase tão rápido quanto as lágrimas das fãs do David Tennant no ano passado. Carregue cabinho e, se tiver, leve também aquela bateria extra, só para garantir! Em 2015 existiam estações de carregamento de celulares, mas muitos deles pararam de funcionar até o fim do evento.
  • Uno ou qualquer outro joguinho de fácil de levar. Quer ver o painel do Netflix? Então senta a bunda no chão (talvez uma almofadinha?) e espera. E que maneira melhor de passar o tempo senão jogando uma partidinha com os amigos e vizinhos de fila? É assim que se faz amizades também!
  • Se você vai levar um livro, o que é muito justo já que tem fila para tudo, leve um fininho. Não adianta colocar Dança dos Dragões na mochila, só vai fazer você cansar mais rápido. Quer uma dica? Aniquilação, do Jeff Vandermeer, é um livro terror/weird com protagonismo feminino muito legal – e só tem 196 páginas.
  • Lenços de papel/Lenços umedecidos. Sim, papel higiênico acaba e você pode estar lá, preso dentro de um cubículo, sozinho e sem coragem de pedir um pedaço de papel para o vizinho do lado. É sempre melhor prevenir.
  • Fone de Ouvido. Vai que você se perde dos amigos na multidão? Com os fones você pode, pelo menos, passar um tempo tranquilo, escutar uns podcasts legais, a rádio geek ou a nossa playlist Chutadora de Bundas no Spotify. Ele vai ser valioso na hora de fugir de monstruosidades como o karaokê do Alvim e os Esquilos ano passado (por favor, não se repita).
  • Os biscoitos/bolachas/frutas e água para a sobrevivência básica.
  • Caderneta e caneta. A gente nunca sabe quando você vai gostar de uma coisa, o celular vai estar sem bateria, você não vai conseguir anotar o nome ou o número daquela pessoa/livro/quadrinho/artista que você gostou.
  • Leve band-aids, o sapato pode ser o seu maior amigo, ou inimigo.
  • Capa de chuva! A estrutura do Centro de Exposições Imigrantes está infinitamente melhor do que nos anos anteriores, mas você ainda vai precisar ficar na fila para pegar os transportes até o metrô. Pensando na praticidade e no peso, capas de chuvas são a melhor opção. Se você é de São Paulo e tá sem tempo de ir até o centro, as lojas Daisô tem capas para adultos por R$7,99.

Para as Cosplayers

cosplayer3

  • Ano passado nós tivemos uma das piores e mais bizarras situações com assédio à cosplayers nas Cons brasileiras. Lembre-se que você não é obrigada a deixar ninguém tocar em você. E se alguém te importunar, procure ajuda em outras pessoas. Se você precisar de alguma coisa, nós vamos estar por lá. 😉
  • Algumas pessoas se empolgam e querem encostar em você, principalmente colocando a mão na cintura e algumas vezes até “puxando para perto”. Se a pessoa não se tocar, tente explicar, mas se ela não se afastar, então imponha a sua vontade. Você pode fazer isso sendo verbalmente clara, virando as costas e indo embora ou fazendo a “pose da Mulher Maravilha” – coloque as mãos nas cinturas.
  • Chegue cedo para pegar lugar na chapelaria. Você também pode tirar o começo do evento para
  • Se você for em mais de um dia, reserve um deles para passear “à paisana” e poder aproveitar a feira sem ter que ficar parando para fotos ou montada inteira com armadura e tudo mais.
  • Leve chinelos ou tênis. Passou o dia todo dentro daquele sapato que é MARAVILHOSO para o seu cosplay, mas parece ser feito de madeira e pregos? As havaianas vão salvar a sua vida numa hora de maior desespero. Nada melhor do que sentir a sola do pé tocar o solado emborrachado da havaiana depois de horas em cima daquele salto delícia.
  • Leve cola quente/agulha e linha ou o que você precisar para reparar o seu cosplay durante o evento. No meio de milhares de pessoas alguns acidentes vão acontecer, então se você é o tipo de cosplayer minucioso, que gosta de manter tudo bonitinho sempre, lembre de levar um kit costura e a sua matéria prima (EVA, plumas, lantejoulas, placas de metal…).
  • Se o cosplay é de armadura, grande, com visão limitada, tenha alguém para te auxiliar.
  • Se o seu cosplay envolve pintura, uma dica boa é usar talco para selar. É mais barato do que os pós translúcidos e se aplicados com cuidado e moderação vai fazer o mesmo efeito (o camarim, no entanto, vai ficar uma zorra).
  • Lenços/produtos de tirar maquiagem. Aí você cansou do cosplay e resolveu aproveitar a feira com seus trajes mundanos? É sempre oportuno levar alguma coisa que te permita voltar a forma original. Minha dica vai para os lencinhos por causa da praticidade (na Renner eles vendem 3 sacolinhas por 17 reais).
  • Eu sei que fazer um cosplay MARAVILHOSO e depois ter que carregar aquela mochilinha que não tem nada a ver pode ser frustrante, mas você vai precisar sobreviver o dia todo naquela roupa. Ter uma base de apoio móvel vai ser muito importante.
  • Quando for bater fotos, CUIDADO ONDE DEIXA A MOCHILA. São muitas pessoas, então tente manter seus pertences dentro do alcance dos olhos e, de preferência, fora do caminho das pessoas. Você não quer que alguém passe por cima daquele tubo de cola dentro da sua bolsa.
  • Se seu cosplay tem algum acessório, como espada ou arma: pode ser que peçam para segurar para tirar fotos. Você não precisa permitir, responda com educação que a peça é frágil (ou invente outra desculpa). É sempre melhor você não terminar com a peça destruída por medo/vergonha de dizer não. 
  • Se permita descansar e se alimentar direito. Algumas pessoas de pouco bom senso podem te abordar enquanto você come, saiba negar. Você não precisa passar 12 horas dentro du uma armadura gigante e quente.
  • Lembre-se, o evento é para você se divertir também. Se precisa se deslocar para ir a algum lugar e estão tirando fotos sem parar, peça licença e vá andando rápido (e focando no horizonte). É chato negar foto, mas às vezes é necessário.
  • A Alice Monstrinho, que vai estar no evento na mesa C14, fez um vídeo com algumas dicas:

Para as artistas do Artists’ Alley

artist

  • São quatro dias de evento, quatro dias de levanta, senta, levanta, senta, caminha, senta, levanta – você vai ficar dolorida. Então a dica é levar um relaxante muscular leve (você não quer ficar sonolenta no meio do dia) tipo dorflex ou correspondente. Para quem não quer apelar para a medicação, a indicação é Salompas (um tipo de compressa adesiva) que dá para comprar em qualquer farmácia de de tamanhos diferentes.
  • Mochila com rodinhas: você vai agradecer quando tiver que levar seus produtos do estacionamento até a sua mesa no Artists’ Alley.
  • Como você vai levar os seus produtos? Pastas A3, A5 e tubos de papelão são ótimas opções para os pôsteres.
  • Saco plástico ou de papel, elástico de dinheiro e/ou semelhante: é bom ter uma dessas opções para oferecer ao comprador que não estiver carregando mochila ou tubo de proteção.
  • Pagamentos: lembre-se de levar troco e, se você já tiver, a maquininha e cartão! A indicação é levar principalmente notas de 2, 5 e 10!
  • PAPEL COM CONTROLE DE VENDAS PELAMORDEDEOS. – Oferecimento, Fernanda Nia.
  • Coloque preço nos produtos que estiver vendendo! Se não quiser usar uma etiqueta, um papel dobradinha com o preço bem visível resolve o problema. Post-its também são ótimos: colam, mas não estragam.
  • Fita adesiva transparente e fita crepe. Você pode precisar embalar alguma coisa, ou marcar algum espaço na sua mesa.
  • T/Benjamin: As tomadas são todas diferentes, não importa o quanto se tente padronizar, então é sempre bom levar um benjamim para facilitar esse processo. A fita crepe vai ser ótima para manter o fio no mesmo lugar.
  • Cadeado para a sua bolsa/mala que for ficar embaixo da mesa durante o dia. Infelizmente nunca é demais se previnir.
  • Banner: É importante que a pessoa visitando a sua mesa saiba um pouco sobre o seu trabalho logo de cara. Também é uma ótima maneira de chamar atenção de quem tá passando despercebido pelos corredores!
  • Leve um paninho e/ou papel absorvente com um pouco e alcoolismos gel. Poeira, migalhas e até sugeria de pombas podem amanhecer na sua mesa, então é sempre bom ter algo em mão para essa limpeza e para eventuais sugeirinhas também!
  • Tenha cartões de visitas, flyers ou marcadores de página com os seus contatos. A pessoa pode não comprar, mas se interessar o suficiente para te procurar depois!
  • Além disso tudo: A Alice Monstrinho também fez um vídeo incrível com  muitas dicas para os artistas. 😀

Últimos Lembretes

freak-out

  • Você não está lá sozinho. Assim como você tá indo todo cheio da empolgação então vá com paciência e lembre-se que todo mundo está lá para aproveitar!
  • MUITO OBRIGADA para todo mundo que contribuiu com essa listinha do amor <3!

Vejo vocês por lá! 😉

%d blogueiros gostam disto: