Lembra aquela vez em que nos chamaram de loucas e que a justificativa foi “para não dar spoilers“? Então…

De acordo com um representante da indústria a falta de Rey nos produtos de Star Wars foi uma ordem direta. A fonte da informação conversou com Michael Bohm, do Sweatpants and Coffee sob a condição de permanecer anônimo.

De acordo com o informante, durante as apresentações para possíveis produtos em Janeiro de 2015 versões iniciais de diversos produtos apresentados para a Lucasfilm tinham Rey em destaque mas, sob o direcionamento dos executivos a presença da Rey foi deliberadamente diminuída nas mercadorias planejadas.

Alguns indivíduos ficaram preocupados com a presença de uma personagem feminina nos produtos de Star Wars e, ao longo das reuniões, os produtores dos brinquedos foram ditos expressamente para excluir Rey dos produtos. O informante relatou que escutou “Nós sabemos o que vende. Nenhum garoto quer um produto com uma personagem feminina.”

E não para na Rey.

Ele confirmou também que a Viúva Negra é considerável “sem uso” dentro da indústria de brinquedos. De acordo com o informante “Ela tem um collant preto e justo. Nosso consumidor padrão se preocupa com “valores familiares”. Isso nos remete à constante sexualização e a permanência de uma visão de que personagens femininas são objetos sexuais. Não tem nada de inapropriado na Viúva Negra – é um macacão preto! Sem mais.

O que se sente, no entanto, é que a visão dos empresários está completamente fora da realidade dos consumidores, já que, ainda de acordo com o informante, os brinquedos de princesas estão em queda, e há um direcionamento claro vindo da indústria: manter a divisão de gênero e marginalizar personagens femininos em produtos que não sejam especificamente focados para meninas.

starwars-rey-7

Desculpa, o que?

Aparentemente a Disney ficou completamente em choque com a imensa procura por bonecos da Rey. Eles haviam colocado muito investimento em bonecos de Kylo Ren, que eles imaginaram ser o personagem de maior procura, então quando os outros personagens começaram a estourar, como Rey, eles ficaram surpresos e foram pegos desprevenidos. Como alguém não pensa que a protagonista do filme vai gerar interesse de compra, eu não entendo. Mas ok.

O que há mais para dizer a não ser um:

Com a imensa procura por produtos da Rey, espero de verdade que os produtores e os responsáveis pelo marketing dos filmes se dêem conta de que personagens femininas vendem, e que se a gente se identifica nos produtos, nós compramos. Espero também que essa divisão babaca, autoritária e ultrapassada do que é “de menino e de menina” deixe aos poucos de existir.

Continuamos de olho.

 

%d blogueiros gostam disto: