A Brasil Game Show é a maior feira de games da América Latina, ela sempre acontece no Expo Center Norte e mostra as novidades dos mundos dos jogos pro Brasil, que é um dos países no mundo que mais consome videogames.

O evento acontece do dia 08 até dia 12 de outubro, sendo que o primeiro dia é fechado para imprensa e negócios. Hoje eu e a Rebeca fomos dar uma olhada no evento e nas novidades.

Falando do evento em geral, achei esse ano um pouco mais cheio que no ano passado. Em 2014 as filas eram menores e não desisti de jogar nada que queria, esse ano acabei abrindo mão de Dark Souls 3 (pois é, triste) porque não dava pra ficar esperando lá e ver todo o resto. Isso pode significar que a BGS tem aberto mais espaço para blogs e canais menores conseguirem ter acesso ao dia da imprensa, o que é bem legal porque nesse meio a gente sabe que nome muitas vezes acaba contando mais que qualquer outra coisa.

Esse ano vi várias pessoas gravando gameplays, o que foi bem legal porque ano passado não podíamos subir com câmeras nas áreas de jogos. Porém, senti falta de mais anúncios, ano passado fiquei boa parte do tempo em um dos stands só vendo anúncios de jogos com seus diretores, esse ano acho que só teve (por enquanto) um na Sony e outro em um stand que não consegui ver qual era.

IMG_2973

Na entrada já aparecem os stands maiores, como Activision, Ubisoft, Sony, etc. Ao lado disso tinha um pavilhão voltado à internet, então vimos stands do Youtube, Azubu, IGN, etc. Depois da praça de alimentação tinha algumas lojas e a área Indie, que infelizmente fica afastada do resto.

Antes de falar dos jogos que consegui testar e sugestões pra galera que vai nesses próximos dias, preciso fazer uma reclamação que sempre volta quando vou em eventos geek/nerds: Booth Babes. Em 2015 esse tipo de evento ainda encontra a necessidade de colocar mulheres com roupas curtíssimas e coladas em seus stands para atrair público. Não sei se preciso falar o óbvio, mas isso não é legal, objetifica a mulher que tá ali e assume que todo o público de jogos é homem cis hétero, o que não é verdade. É ofensivo e me faz girar os olhos toda a vez. Vou dar alguns pontinhos porque, de todos os eventos que já fui, a BGS desse ano tinha as Booth Babes “menos piores”, mas só vou parar de reclamar quando não tiver mais nenhuma, tá certo? Sério migo, tá feio, pare.

IMG_2971

Cosplay lindão da Lara Croft!

Começamos pelo stand da XBOX e fomos direto jogar o novo Tomb Raider, que pra quem não lembra, estava no meu top 10 destaques da E3 desse ano. O jogo está lindo, tanto o cenário quanto os movimentos da Lara estão incríveis, a demo que joguei me deixou com vontade de quero mais. Minha maior reclamação é que não tinha um mapa na tela de jogo pra você se orientar, tendo que voltar pro menu toda a vez que quisesse ver o caminho. De qualquer forma, estou ainda mais empolgada que antes pra ver esse jogo completo. Além desse, no stand tinha o novo Metal Gear, Forza 6, Halo 5 entre outros jogos não exclusivos.

No stand da EA/Warner Bros Games eu vou destacar um jogo que, confesso, não estava dando muita bola. Jogamos o CO-OP de Star Wars: Battlefront e estava simplesmente incrível, provavelmente foi meu jogo preferido do evento todo. O jogo é muito divertido, os gráficos são legais, os comandos são bons e deu muita vontade de ficar lá jogando mais. O único problema, pra mim, é que quando as ondas de inimigos começam a vir não tem muito como se esconder pra atirar. De qualquer forma vale muito a pena, se você for tenta ficar um tempinho na fila pra ver esse jogo. Lá também tinha Mad Max (infelizmente sem Furiosa), Lego Marvel’s Avengers e Need for Speed.

Ainda nesse stand, resolvemos testar o Street Fighter V, principalmente por causa da nova personagem, Laura. Foi uma decepção, nunca fui muito fã de Street Fighter, e ainda decidi ir jogar depois de uma partida de Mortal Kombat (não devemos comparar, mas…). A tela de escolha de personagem já foi revoltante: Todas as mulheres no jogo estavam com roupas coladas ou com decotes que seriam impossíveis de usar em uma luta real. Além disso, qualquer movimento pequeno resultava em animações absurdas dos seios, e nem vou ficar aqui descrevendo a apresentação das personagens antes da batalha. Laura, infelizmente, não escapou dessa, vale também apontar que no cenário baseado no Rio de Janeiro, ao fundo vemos mulheres seminuas sambando. Mandou muito mal, Capcom.

Ficamos um tempo esperando para jogar Assassin’s Creed Syndicate, já que descobrimos que a Ubisoft finalmente aprendeu a animar mulheres, resolvemos dar uma olhada no jogo. De fato parece muito bom e me deu vontade de dar mais uma chance pra série. O jogo exige certo nível de stealth e mostra mais detalhes do que antes das missões e dos alvos que você precisa matar. Uma pena que os bugs ainda estão presentes, eu tive sorte de não pegar nenhum, mas assistindo outra pessoa jogando tive o prazer de ver a personagem principal pendurada no ar, como se estivesse segurando alguma coisa. Okay, Ubisoft, um passo de cada vez né? Além desse, outros jogos que valem a pena dar uma olhada no stand são Rainbow Six: Siege e Just Dance 2016.

IMG_2974

Também tinha várias novidades na área indie, que sempre vale a pena das uma olhada. Infelizmente uma coisa que notei é que existem mais protagonistas homens e – veja só – monstros que protagonistas mulheres. Entre os jogos que estavam lá temos Aritana e a Pena da Harpia, Guerreiros Folclóricos e Libertatem. Também testamos o jogo Eternity (que conquistou pela protagonista elfa) que pareceu ser um jogo bem interessante do ponto de vista da história e mitologia.

Além desses que mencionei, sempre vale dar um pulo no, sempre lotado, stand da Sony, onde dá pra jogar Dark Souls 3, Uncharted, entre outros jogos. Aqui minha sugestão é só chegar cedo, principalmente se você quer testar o novo jogo da franquia do Dark Souls. Outro stand que vale dar uma passada é o da Activision com jogos como Call of Duty: Black Ops 3 e Destiny: The Taken King. Os fãs de futebol também podem ficar tranquilos que FIFA 2016 tem um espaço bem grande no stand da EA.

Caso você esteja querendo ir, algumas dicas: A comida está cara, como sempre, então se não quiser gastar muito talvez seja o caso de levar algo de casa. Chegue cedo, porque se no dia da imprensa já tiveram algumas filas, imagina nos outros dias. Tanto sábado quanto domingo já estão esgotados, então provavelmente serão os dias mais cheios, se puder ir sexta ou segunda talvez seja melhor.

Postado originalmente em Ideias em Roxo

%d blogueiros gostam disto: