Lembra quando eu falei sobre o problema de usar clichês como o da Viúva Negra sempre ser o par romântico de algum outro personagem?

 Pois é.

Numa entrevista para o Digital Spy sobre Vingadores: ERa de Ultron, Jeremy Renner e Chris Evans são questionados exatamente sobre o perfil flertívo da companheira de equipe, a que Renner prontamente responde “Ela é uma Vadia”. O vídeo você pode ver aqui.

Tem mais.

Não contentes, a piada foi além da misoginia básica.

Porque pessoas com pernas mecânicas são menos legais?

A verdade é que esse tipo de comportamento reflete tão bem o universo dos quadrinhos e da representação feminina dentro e fora dele que a resposta de Renner e a reação de Chris Evans ao comentário do companheiro de filme não parecem fora de lugar.

A Marvel vem cada vez mais se preocupando com a representatividade dentro dos filmes e dos quadrinhos, e isso é muito legal. Como eu disse no review sobre Vingadores (e só leia se você já viu o filme porque tá cheio de spoilers), a movimentação é positiva mas ainda há muita coisa pra ser feita. Os comenetários dos atores, óbvio, não necessariamente refletem a política da empresa, mas quando você insiste tanto num clichê que reflete tão negativamente na mulher, não é assim tão estranho que seus “funcionários” caiam na bobeira de reproduzir ainda mais misoginia.

James Bond é garanhão, Viúva Negra é vadia.

Essa entrevista levanta uma outra bola, o do cúmplice/espectador. Quando alguém faz um comentário misógino, homofóbico, transfóbico ou racista ao seu lado e o seu primeiro reflexo é ficar quieto, talvez rir forçadamente junto, por medo ferir o orgulho do amigo ou de ser tachado de politicamente correto é completamente compreensível, mas ao mesmo tempo você está assumindo uma postura de silêncio frente a uma sociedade que está constantemente oprimindo e disseminando conceitos ultrapassados e prejudiciais. Não me pareceu que Chris estava reagindo por nervosismo, talvez por ter se dado conta da merda que o colega tinha dito. Mas fica aí um daqueles momentos perdidos em que o Capitão América podia ter levantado uma bandeira bem mais importante do que o orgulho do amigo.

Todo mundo pode cometer erros, ninguém é perfeito – eu sei disso. Mas esse tipo de comportamento é tão sintomático dentro de uma indústria que repetidamente tenta diminuir e desvalidar a participação feminina dentro dela. Espero, de verdade, que os dois atores venham com pedido de desculpas bem estruturados, sem tentar jogar a culpa em quem “viu maldade” e em quem se ofendeu. Só mais uma página nessa história chata que é a misoginia nos quadrinhos e no cinema. Perderam uma chance de, ou ficar calado, ou discutir um assunto realmente interessante.

[Atualização]

Chris Evans e Jeremy Renner soltaram pedidos de desculpas depois da repercussão da entrevista.

Chris disse:

“Ontem nos perguntaram sobre os rumores da Viúva Negra querer estar em um relacionamento com Gavião Arqueiro e o Capitão América. Nós respondemos de maneira infantil e ofensiva que justificadamente irritou alguns fãs. Me arrependo e sinceramente peço desculpas.”

Renner disse:

“Eu sinto muito que essa piada de mau gosto sobre um personagem ficcional ofendeu alguém. Não era para ser séria de maneira nenhuma. Apenas um pouco de diversão durante uma exaustiva e tediosa sessão de imprensa.”

O pedido de desculpas de Chris Evans me parece muito mais sincero do que o de Renner, que faz questão de lembrar aos ofendidos que a Viúva Negra é uma personagem ficcional, como se isso diminuísse a ofensa. Não é perfeito, mas estão aí os pedidos de desculpas. 

[Fim da Atualização]

%d blogueiros gostam disto: