Vocês conhecem a Revista Capitolina? Ela é uma revista digital criada por garotas, para garotas, que abrange todo um espectro de assuntos e temas. Tem política, moda, comportamento, entretenimento e tudo isso com um viés feminista. Não tem como não amar.

A Capitolina está com um Catarse para financiar o seu segundo ano de vida. O dinheiro arrecadado vai servir para a manutenção do site, desde a hospedagem por dois anos, o redesign e o equipamento necessário para a produção de vlogs e podcasts.

Captura de Tela 2015-07-01 às 14.20.10

Fiz umas perguntinhas para a Sofia Soter, uma das editoras do site, para vocês ficarem um pouco mais por dentro do que é a Capitolina!

Quando e como surgiu a ideia pra Capitolina?

A Capitolina está no ar desde abril de 2014, mas a ideia surgiu em meados de 2013, num grupo no Facebook, numa conversa sobre revistas para mulheres e revistas para adolescentes. Muitas das mulheres participando da conversa não se identificavam com essas revistas, e eu, Clara e Lorena – editoras e fundadoras da Capitolina – decidimos tocar um projeto que representasse a realidade das garotas adolescentes de fato.

A inclusividade de etnia e sexualidade foi um assunto importante na formação da Capitolina?

Sim! É fundamental que a revista represente garotas diferentes, e que o quadro de colaboradoras seja igualmente representativo. Infelizmente, ainda temos uma equipe composta majoritariamente por garotas brancas, cis e heterossexuais, mas estamos sempre com a questão da representatividade em mente na inclusão de novas colaboradoras e nas escolhas de pauta.

Quais são os planos de vocês? O que vocês querem alcançar com a Capitolina? Qual público?

Nós queremos que cada vez mais garotas adolescentes leiam a revista e se sintam acolhidas, porque esse é nosso objetivo principal – queremos mostrar a realidade delas e as belezas dessa realidade, em vez de focar num universo irreal, aspiracional e inatingível, como a maioria das revistas. Em questões mais práticas, estamos lançando um livro pela Editora Seguinte, o selo jovem da Cia. das Letras, que deve sair em Setembro, e na mesma época teremos um site novo com várias novidades (áreas novas, podcasts e vlogs, por exemplo), financiado pelo Catarse!

finalagradecimentos

Então é isso. Se você se interessa pelo trabalho delas, ou se só quer dar uma mão pra uma irmã, corre lá e ajuda a financiar esse projeto muito legal. 😉

%d blogueiros gostam disto: